U.O.N - Universidade 11 de Novembro

Notícias

2ª EDIÇÃO DO CICLO DE DEBATES 2016 DO ISCED / CABINDA

O Instituto Superior de Ciências de Educação de Cabinda, realizou de 13 a 14 de Outubro de 2016 2ª Edição de Ciclos de Debates com o lema “ a Educação Hoje e Amanhã: Legislação Financeira, Investigação e Práticas Pedagógicas” no Centro Cultural Chiloango.

Em representação da sua Excelência a Governadora da Província de Cabinda Drª. Aldina Matildes Barros da Lomba Catembo esteve presente o Vice-governador de Cabinda para Área Política o Dr. Victor do Espírito Santo, ladeado pelo Professor Doutor João Fernando Manuel, Reitor da Universidade 11 de Novembro, o Professor Doutor José Manuel Sita Gomes, Decano do ISCED Cabinda, o professor Doutor Constantino Umberto Muko, Vice-decano para área Científica e o Professor Doutor Raul Mazissa Zinga, Vice-decano para área Académica do ISCED Cabinda. Desta cerimónia foram convidados e estiveram presentes também os Decanos e Vice-decanos das distintas unidades orgânicas da Universidade 11 de Novembro, Docentes e Discentes do ISCED, Assessor do Ministro do Ensino Superior em Cabinda, Membro do Comité Central do MPLA, Membros das Direcções das Escolas públicas e privadas dos diferentes níveis de ensino, Autoridades policiais e militares, PCA do Porto de Cabinda outros membros do Governo da Província e entidades religiosas.

A cerimónia foi marcada por vários momentos principalmente os discursos, momento cultural, conferência Inaugural, homenagem, entrega de certificado ao conferencista, lançamentos de alguns livros, exposição e venda de livros.

No discurso de abertura de sua Excelência Dr. Victor do Espírito Santo, Vice-governador da Província de Cabinda, elogiou a iniciativa da Direcção do ISCED de Cabinda pela abertura da 2ª Edição do Ciclo de Debates pois, os mesmos, irão produzir resultados, reflexões e interpretações que buscam soluções para fazer face aos problemas das populações num contexto em que o país enfrenta problemas resultantes da crise financeira. De igual modo citou as palavras do Presidente da República de Angola quando dizia “Para enfrentarmos os desafios que se colocam para o desenvolvimento do pais, precisamos de colocarmos quadros Nacionais altamente qualificados” é nesta visão estratégico que o executivo angolano traçou e revelou o Plano Nacional de Desenvolvimento de Quadros definido até 2025 dentre os quais destacam a promoção da ciência dos angolanos. A universidade como instituição por excelência e promotor na consolidação de conhecimento através da produção científica, irá produzir resultados almejados neste espaço de debates.

Na intervenção do Decano do ISCED Cabinda Professor Doutor José Manuel Sita Gomes, desejou boas vindas a todos presentes na cerimónia de abertura da 2ª Edição do Ciclo de Debates do ISCED cabinda 2016. De igual modo reconheceu que o país passa um momento delicado da crise financeira mas este momento não pode deixar o ISCED paralisado a ponto de faltar a criatividade, a competência e o compromisso para com a ciência. Este é o momento de se fazer com astúcia os debates que possam galvanizar o ISCED Cabinda em produzir artigos académicos científicos. É preciso continuar a mobilizar homens e mulheres bem preparados e com a fé para se transformar as instituições universitárias do país um lugar bom para se estudar.

O Magnífico reitor da UON, Professor Doutor João Fernando Manuel, interveio felicitando primeiramente a Direcção do ISCED que, mesmo com as dificuldades financeiras conseguiu mobilizar esforços para albergar no espaço do Centro Cultural Chiloango a cerimónia de Abertura da 2ª Edição do Ciclo de Debates. De igual modo aproveitou fazer sua reflexão de discurso, nas imagens do baptismo dos caloiros do ISCED que observou enquanto se aguardavam o momento de início da cerimónia, convidando todos os decanos para reverem o tipo de ritual que se realizam para os Neófitos recém admitidos na Universidade, que devem evoluir no tempo e no espaço sem portanto desvirtuar da essência do ritual, pode-se conservar o aspecto simbólico do ritual retirando a carga de humilhação, para que o ritual não crie o impacto negativo ao novo estudante recém admitido.

Em gesto de reconhecimento da atual Direcção do ISCED Cabinda pelos feitos do seu primeiro decano o Professor Doutor Carlos Pedro Claver Yoba, actual Magnífico Reitor da Universidade Lueji A ´Nkonde, recebeu nas mãos do Magnífico Reitor da UON João Fernando Manuel um símbolo de reconhecimento destes feitos. E em gesto de agradecimento o Prof. Doutor Carlos Pedro Claver Yoba, recordou que esta homenagem poderá ser causado pela sua contribuição durante o tempo que trabalhou em Cabinda  e que por ele passaram 37 estudantes como orientador do trabalho do fim de curso 14 estudantes como primeiro vogal e assessoria de um trabalho de tese Doutoramento de um dos actual Vice-reitor e agradece a organização do ISCED Cabinda que o fez Professor Titular e sentiu-se satisfeito e agradeceu os amigos, família e colegas por este gesto.

Com a moderação da conferência inaugural pela Profª. Doutora Mónica Dina Chilongo Jová, O Prof. Doutor Kianvu Tamu, dissertou o tema “A Educação e a Produção do Conhecimento: Para Sustentabilidade da Humanidade”.

O conferencista partiu de uma pergunta de “como construir os conhecimentos que sejam pertinentes amanhã? E durante a sua comunicação fez entender que o conhecimento deve levar à lucidez a toda a pessoa que vai a sua busca. A Universidade deve ser um espaço de discussão de ideias, deve ensinar a ética e a compreensão e a educação deve ser aberta. Também fez entender que não se faz investigação sem conhecer as necessidades sociais e considera-las na investigação.

A Mestre, Maria Augusta César Nobre Gomes, fez a apresentação do seu livro com título “ Vandalismo na Escola – Projecto de Investigação Acção, que é o resultado de uma dissertação do trabalho de Mestrado realizado em 2012. O estudo foi feito numa das escolas do I ciclo na cidade de Cabinda e foi editado em Portugal . O livro esclarece o que é o vandalismo as causas do vandalismo e as responsabilidades para se minimizar tais comportamento de vandalismo Enquanto, José Jaime apresentou o seu livro com o título “Os Khoisan – a Comunicação e o Processo da Socialização. Este livro é o resultado do trabalho de monografia para defesa de licenciatura em 2011. O estudo foi feito na Província de Cuando Cubango e foi editado em Portugal e tem 128 páginas. O livro esclarece quem são os Khoisan, modos de vida e da constituição das famílias.

A acto terminou com a entrega de certificado ao conferencista seguida por exposição dos livros que foram apresentados com destaque ao livro de resumos da produção académica de estudantes e professores do ISCED-Cabinda de Licenciatura, Mestrado e Doutorado.

___________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação da UON

Acordos de cooperação entre a Universidade 11 de Novembro e Lueji A N’konde no domínio da Investigação Científica

Aconteceu nesta Quinta-Feira, 13 de Outubro de 2016 a assinatura dos acordos de cooperação entre a Universidade 11 de Novembro e a Universidade Lueji A N’konde, nos domínios da investigação científica, mobilidade docente e discente.

O referido acto ocorreu no Anfiteatro da Reitoria da UON em cumprimento dos planos de acção do presente ano das ambas universidades, segundo Vice-Reitor para Cooperação, DR. Francisco António Macongo Chocolate, a luz do decreto presidencial 245/11 de 08 de Setembro no seu artigo 7º que orienta a necessidade de celebração de acordos de cooperação entre instituições congéneres de acordo as premissas do ensino superior assentes em três pilares: Ensino, Investigação e Extensão os quais se substanciam na investigação em toxicologia e engenharia florestal.

Ao seu turno, o Magnifico Reitor da Universidade 11 de Novembro, Prof. Doutor João Fernando Manuel, o acordo une as províncias de Cabinda, Zaire, Malanje, Lunda Norte e Lunda Sul, no estudo da fauna e flora para que as soluções dos conflitos entre o homem e o animal sejam estudas. “Os homens na procura das melhores condições de vida, vão para floresta e entram em conflito com estes animais que por sinal, a floresta é o seu habitat preferido e muitas das vezes estes seres viventes em conflito, levam a morte ao homem, sobretudo as picadas de serpentes.

Para o Magnifico Reitor da Universidade Luenji N’Konde, Professor Doutor Pedro Claver Yoba, a Região Académica IV, fundamentalmente a localidade de Quéssua, vive dificuldades de arborização, e a universidade 11 de Novembro com o curso de engenharia florestal administrado pelo Instituto Superior Politécnico e Cabinda, pode contribuir na formação dos jovens daquela região para o reflorestamento da mesma. A luz destes acordos, a Região Académica III poderá beneficiar da experiência do Centro de Informação, Medicamentos e Toxicologia, da universidade que dirige para as sociedades saiba lidar com as serpentes pelo seu alto poder letal.

É de recordar que, tanto o Centro de Informação, Medicamentos e Toxicologia, como curso de Engenharia Florestal, são experiências inéditas no país pelo que requerem acompanhamento especial do executivo e da academia.

 

______________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação (GICD).

 

Conselho de Direcção da Universidade 11 de Novembro, aprova o PDI até 2030

No cumprimento das orientações emanadas pelo órgão de tutela o Magnifico Reitor da Universidade 11 de Novembro, Prof. Doutor João Fernando Manuel, convocou no dia 09 de Setembro de 2016, o Conselho de Direcção que reuniu na 5ª sessão ordinária para a apresentação, analise e aprovação do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) da UON e Planos de Acção das distintivas Unidades Orgânicas. O referido PDI 2016-2030, foi aprovado por unanimidade pelos membros do Conselho.

Os membros foram igualmente informados sobre os pontos de estrangulamento verificados na inserção no SIGFE dos funcionários recém- nomeados aos cargos de direcção e chefia, pelo que, o Magnifico Reitor nas vestes do presidente do Conselho, manifestou a sua preocupação sobre a letargia que se verifica para remuneração destes de acordo ao cargo que ostentam, pelo que solicitou lisura no tratamento do processo sempre nos princípios gerais que norteiam da justiça laboral.

Por outro lado, o presidente do Conselho, recomendou disciplina laboral para manter um clima ameno entre trabalhadores e discente da UON.

Os membros foram também informados sobre a medida disciplinar aplicada à um dos docentes da Escola Superior Politécnica do Zaire na cidade do Soyo pelas práticas indecorosas que intentam a pauta deontológica da profissão docente.

_________________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação da UON

Newsletter

Assina a nossa Newsletter para receber publicações da Universidade na sua caixa de correio electrónico

Contactos

Contacte-nos para mais informações:
  • Informação Geral: +244 231 222 935

Redes Sociais

Siga-nos nas redes sociais para acompanhar as nossas publicações
Está em... Inicio Notícias & Eventos Notícias