U.O.N - Universidade 11 de Novembro

Notícias

Os recém-licenciados da Universidade 11 de Novembro já podem receber os seus diplomas e certificados no acto da outorga

No âmbito da Cerimónia de Outorga de títulos Académicos (Diplomas e Certificados) aos recém-licenciados das distintas Unidades Orgânicas (Faculdades de Direito, Economia, e Medicina, Instituto Superior de Ciências da Educação e Instituto Superior Politécnico de Cabinda) da Universidade 11 de Novembro, Região Académica III, a decorrer no dia 24 do mês e ano em curso no Pavilhão Multiusos do Tafe, Província de Cabinda, a Reitoria informa à Comunidade Académica local e público em geral, que será pela primeira vez, desde a criação da Universidade, que os recém-licenciados sairão deste acto com os seus Diplomas e Certificados. Tal proeza é fruto de um Acordo de Cooperação, assinado entre a Imprensa Nacional e a nossa Universidade.

Para fazer fé ao acima aludido, o Magnífico Reitor, Prof. Doutor João Fernando Manuel, no cumprimento de suas obrigações, ao abrigo do Decreto Presidencial nº 245/ 11 de 8 de Setembro, no seu Artigo 10º, Ponto 2 da alínea g) tem a honra de assinar os primeiros Diplomas emitidos pela UON.

ACORDOS DE COOPERAÇÃO ENTRE A UNIVERSIDADE 11 DE NOVEMBRO E IMPRENSA NACIONAL

De acordo com uma nota chegada ao Departamento da Comunicação e Documentação, vinda da Vice-Reitoria para Extensão e Cooperação da UON, no próximo dia 18 de Julho do corrente ano, a Imprensa Nacional (IN) e a Universidade 11 de Novembro (UON) assinam um protocolo que estabelece as relações de cooperação entre as duas instituições públicas, no domínio da impressão e personalização de diplomas e certificados académicos, bem como de declarações de reconhecimento de estudos.

No acto, a IN será representada pelo seu Presidente do Conselho de Administração, Dr. David de Assunção Barros, e a UON pelo seu, Reitor, Professor Doutor João Fernando Manuel.

O referido protocolo Protocolo terá a duração de 5 (cinco) anos, renováveis automaticamente por períodos sucessivos de 1 (um) ano.

__________________

Por: Silvestre Gomes

 

Futuras Instalações da UON, recebem visita do Embaixador da China em Angola, no âmbito das Obras prioritárias para Biénio 2016-2017

 

Em consequência da preocupação do Governo Central, deslocou-se à Cabinda, quarta-feira 08 de Julho de 2016, o Embaixador da República Popular da China, Xiao Changyin. Acompanhado pelo Engenheiro Otiniel Niemba da Silva, Vice-Governador Área Técnica, em representação da Governadora Dra. Aldina Barros da Lomba Catembo, e altos responsáveis do governo local e da Universidade 11 de Novembro, a comitiva visitou as futuras instalações do Campus Universitário de Cabinda na localidade do Caio. A visita do embaixador marca uma nova era para a continuidade das obras que se encontram paralisadas há mais de 1 ano cuja conclusão, pode resolver muitos problemas que afactam a província no que tange ao défice de salas de aulas e a melhoraria das condições de trabalho na UON.

Em palavras de circunstância, o Embaixador chines, manifestou o interesse de apoiar a Universidade 11 de Novembro no domínio de formação pós-graduada dos docentes dentro dos acordos de cooperação existentes entre os Governos de Angola e China, cuja intenção mereceu aplausos dos presentes.

Apesar das obras se encontrarem paralisadas, os resultados são animadores por encontram-se em fase bastante avançada. A primeira fase das instalações contempla a construção dos serviços da reitoria nomeadamente: secretaria-geral, tesouraria, administração, biblioteca central, auditório com a capacidade de 1200 lugares.

Na ocasião o Magnifico Reitor Prof. Doutor João Fernando Manuel, não deixou de expressar os seus profundos agradecimentos pela visita, e a vontade do Governo da China em continuar apoiar Angola, particularmente a oferta formativa aos docentes da UON anunciada pelo Exmo. Sr. Embaixador. Porém, a comunidade da UON continua preocupado com o atraso que se verifica para o início da segunda fase que contempla a construção das instalações das unidades orgânicas, sobretudo para as Faculdades de Direito e Economia e o Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED), que há bastante clamam por mais salas de aulas para atender a demanda do ingresso de novos estudantes.

É de recordar que, o Campus Universitário de Cabinda, faz parte das obras prioritárias do executivo angolano, que em 23 de Maio do corrente ano, fez deslocar para Cabinda os ministros do Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Job Graça e da Construção, Waldemar Pires Alexandre, respectivamente, por deliberação da Comissão Económica do Conselho de Ministros, para concertar com as autoridades locais a reprogramação dos projetos estruturantes da província, para estabelecer prioridades em função das dificuldades financeiras do país.

Segundo fontes oficiosas citadas pela Angop, (26 de Maio de 2016), o ministro do Planeamento e Desenvolvimento Territorial afirmou que de acordo a programação dos  projectos, o Campus Universitário de Cabinda, consta da execução  do bieno  2016/2017 no âmbito dos Programa de Investimento Público (PIP).

O Embaixador da China em Angola, Xiao Chingyin, e o Magnífico Reitor da UON, Prof. Dr. João Manuel Fernando

Membros do Conselho de Direcção da UON, a delegação do Governo da Província de Cabinda e a Delegação da Embaixada Chinesa em Angola, defronte da Instalações do Campus.

______________________________________________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação

Por: Jeremias Guilherme & Silvestre Gomes

Imagens: Alberto Mavinga