U.O.N - Universidade 11 de Novembro

Eventos na Universidade 11 de Novembro

IV Jornadas Científicas do Instituto Superior Politécnico de Cabinda

No dia 21 de Outubro de 2016, na sala de conferências do Instituto Superior Politécnico de Cabinda, realizou-se a cerimónia de Abertura das IV Jornadas Científicas sob lema “Boas Práticas – Garantia da Qualidade”.

Estiveram presentes na cerimónia várias individualidades convidadas principalmente a equipe reitoral, os decanos e vice-decanos das distintas unidades orgânicas da UON, docentes Nacionais e estrangeiros, representantes de ONGs, militares, Directores dos Hospitais, médicos e discentes.

Para além do momento cultural, o programa esteve preenchido de momentos de discursos, onde na mensagem de boas vindas, a Decana do Instituto Superior Politécnico de Cabinda a Drª Justina Buta iniciou por agradecer a todos convidados presentes por terem aceites ao convite de fazerem parte da cerimónia de abertura das IV Jornadas Científicas do ISPC. De igual modo, salientou que a fase em que se encontra o país, todos são convidados à racionalização na utilização dos recursos e a maximização dos resultados. Também disse que “a preocupação não deve concentrar-se somente em fazer, mas sim fazer com qualidade, é momento de se pensar nos serviços e produtos que se oferecem à população, é importante partilhar as experiências e primar pelas boas práticas além de estarem sempre prontos as constantes mudanças da população. Aos estudantes da engenharia florestal devem disciplinar o conceito de desenvolvimento sustentável não olharem a floresta do Maiombe sob influência de gestão mas também a sua garantia para as gerações vindouras e por fim convidou a todos aproveitarem cada palestra e a cada mesa redonda que será um momento único de aprendizagem e de intensa interação de saberes”.

Em representação do Prof. Doutor João Fernando Manuel, magnífico Reitor da UON, esteve presidiu a mesa de honra sua excelência Profª. Doutora Helena Berta Vando Marciano, Vice-reitora para Área Científica, acompanhada pelo Prof. Doutor Francisco Chocolate, Vice-reitor para Cooperação e Extensão Universitária. A Doutora Helena Berta Vando Marciano na sua intervenção antes de declarar aberta a IV Jornada Científica disse que:

 “Os modelos de desenvolvimento regional sugerem que as Universidades devem desempenhar um papel de geração de conhecimentos e competir para difusão do mesmo e as principais funções das Universidades é a investigação, o ensino e a prestação de serviços. Para que esse desiderato seja um facto as mesmas devem realizar atividades de investigação científica mobilizar o financiamento público e privado, construir capacidades de investigação do capital humano, atrair investigadores e investidores qualificados, estabelecer parcerias com outras entidades e criar condições necessárias para a transferência tecnológica. Nesta base o momento impõe uma reflexão profunda sobre as boas práticas para a produção científica e durante um futuro próximo garantir modos vivendis melhorando assim a qualidade de vida dos citadinos e concomitantemente contribuir para a formação de quadros capazes de resolverem os problemas que enfermam a nossa província. Como é sabido, as fontes de receitas possíveis paras as instituições de ensino superior são vagas, começando pela implementação de cursos de curta duração por encomenda para capacitação, superação e aperfeiçoamento, cursos de Pós-graduação académica com diferenciação para jovens e trabalhadores, cursos de nivelamento e propedêuticos, desenvolvimento de projectos de investigação científica por encomenda, venda de soluções técnicas e tecnológicas competentes, venda publicações científicas são: artigos, revistas manuais, livros e outros”

Também disse que os “resultados dos debates que serão produzidos nestas jornadas deverá constituir o ponto de partida para criação de novas fontes de auto financiamento que poderão ajudar a universidade na solução dos problemas”. Por fim desejou uma boa participação um debate profundo com humildade científica.

Após a cerimónia de abertura seguiram outros momentos que marcaram o dia, como é o caso das conferências. A conferência inaugural com o tema Conscientização sobre a Anemia falciforme. Programa Nacional de Pesquisa de Células Falciforme,foi moderado pelo Dr. Damas Macaia e preletora a Dra. Silvina Kahan, médica pediatra.

Durante a sua comunicação fez entender que a anemia falciforme é uma doença hereditária e que está mais frequente em África e que a forma de se controlar é fazer um diagnóstico cedo para ver minimizar os efeitos das suas dores, porque o que mata uma criança com anemia são as infecções e que podem ser combatidas com antibióticos através de uma prescrição médica.

______________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação

Faculdade de Medicina, realiza Jornadas De Portas Aberta de Iniciação Científica

A Faculdade de Medicina, da Universidade 11 de Novembro, da Região Académica III realiza de 26 à 30 de Setembro de 2016 as Jornadas de Portas Abertas de Iniciação Científica. Com o lema “KILAMBA” O MÉDICO DAS COMUNIDADES.

A cerimónia de abertura teve lugar no anfiteatro do Instituto Superior Politécnico de Cabinda e foi presidido pelo Magnífico Reitor, Prof. Doutor João Fernando Manuel e na companhia dos Vice-reitor para a Administração e Gestão Doutor Paulino de Graça Matuba Puna e do Prof. Doutor Francisco Casimiro Lubalo, Vice Decano para a Área Científica da Faculdade de Medicina.

Estiveram também presentes na cerimónia os Decanos e Vice-decanos das distintas  Unidades Orgânicas da Universidade 11 de Novembro, o Assessor do Ministro do Ensino Superior em Cabinda Dr. Reinaldo Galindo, Directores das Escolas públicas e privadas, Directores dos Serviços Centrais da UON,  autoridades policiais e militares, entidades religiosas, docentes nacional e da cooperação cubana, discentes, membros do governo da Província de Cabinda e sociedade civil.

O programa de abertura foi marcado por vários momentos; cultural com exibição de peça teatral pelo grupo da referida faculdade, momentos de intervenção proferidos pelo Doutor Francisco Casimiro Lubalo, Vice Decano para a Área Científica da Faculdade de Medicina e pelo Magnífico Reitor, Prof. Doutor João Fernando Manuel e uma palestra inaugural cujo tema: Enfermidades Remergentes: Uma Actualização Contextual em Angola, em que o palestrante foi o Dr. Osmani Cabrera Cabrera (Médico Generalista e Especialista em Pediatria).

Na introdução de abertura, o Dr, Francisco Casimiro Lubalo fez referência de que as Jornadas de Portas Abertas de Iniciação Científica, “enquadram-se nas datas de comemoração da Data Natalícia do Primeiro Presidente de Angola, o Dr. António Agostinho Neto, enquanto Médico, Cientista e Académico e Pessoal das Comunidades”. Recordou ainda figura eminente do acontecimento médico; o Hipócrates considerado o segundo maior ídolo da história da ciência para a medicina; “o médico, cooperativo da área médica, filósofo e contemporâneo de Platão. O compromisso de juramento médico de Hipócrates – <<Juramento do bem>>. Deste juramento, outras figuras da humanidade se identificam, tal como, o saudoso médico António Agostinho Neto que é a razão destas Jornadas.

De igual modo apresentou os diferentes temas que marcarão as Jornadas de Portas Aberta de Iniciação Científica de 26 à 30 de Setembro nomeadamente:

Filaríase e orientação vocacional, Tuberculose e orientação vocacional, AVC, Leptospirose e orientação vocacional, obesidade, Febre Tifoide e orientação vocacional, ITS. Para os temas foram definidos como público-alvo os alunos e professores das Escolas de Formação de Técnicos da Saúde, PUNIV, Escola Missionária Santa Madalena, Instituto Médio João Paulo II, Trabalhadores, Agentes e Oficiais da Polícia de Transito de Cabassango, alunos e professores dos Colégios Nova Estrela e Bueia e Filhos, Padre Builo e Don Domingos Franque, trabalhadores da empresa Portuária de Cabinda, da CERBAB, do Governo da Província e da ENCICA.

Ao tomar da palavra, o Magnífico Reitor, Prof. Doutor João Fernando Manuel, felicitou a Faculdade de Medicina pela iniciativa, como uma forma de imortalizar e perpetuar a imagem de Agostinho Neto: “ A Faculdade de Medicina foi feliz em escolher o tema “KILAMBA” O MÉDICO DAS COMUNIDADES. Pois, o Neto foi um médico das comunidades porque testemunhos e os relatos da gente da sua época, foi no seu escritório em São Paulo na década dos anos 60 que Neto aproveitando-se da sua condição de bom médico e pediátrico recebia os patriotas recebia as crianças com amor e carinho e transmitia aos adultos a mensagem da organização para a luta armada. Foi neste escrito que o médico aproveitava as circunstâncias para despertar os angolanos que colonialismo Português é uma condição terrível e que a bota colonial deveria ser sacudida. Já antes em 1956 escrevia para o seu povo de que o colonialismo português não cairia sem a luta aramada”.

[…] Em 1962 invade-se na cadeia Neto junta-se a delegação que o guardava em Kinshasa ele revela-se como um verdadeiro Kilamba dizendo “EU SOU O KILAMBA” significa eu sou o libertador, aquele por quem vocês esperavam eu sou a garantia do êxito, do sucesso eu conduzir-vos-ei à independência completo em 1962 iniciou a luta a independência em 1975 conseguiu o programa mínimo do MPLA. Para o programa máximo a história apontou José Eduardo dos Santos, que é o seu fiel sucessor. Os seus feitos, factos e realizações indicam que ele era o homem por quem a historia esperava para continuidade do programa máximo do MPLA, que conduzia à felicidade e bem estar do povo angolano. Neto foi realmente o homem que interpretou o sentimento de juramento de Hipócrates e este exorta os médico do amanha e a todos o homens nunca deve fazer mal ao outro homem intencionalmente; programar e realizar o mal”. 

A palestra inaugural proferida pelo Dr. Osmani Gabrera Gabrera sob a moderação do Dr. Pombalino Nunes Martins de Oliveira (Especialista em cardiologia) destacou que os micróbios estão em todos factores da vida humana e pelas suas características de adaptabilidade ao meio regeneram-se e tornam-se resistentes as diferentes temperaturas e outros são vírus que em alguns casos requer cuidado para não as alcançar e muitos deles causam várias doenças e que em Angola algumas doenças mais destacadas e que o seu tratamento é sintomático são: Tuberculose, Malária, Cólera, Dengue, Febre Hemorrágica, Febre-amarela, HIV/SIDA, Hepatite C, Ébola, Vírus Zica e que na sua maioria são transmitidos pelos mosquitos.

O palestrante, salientou ainda que é preciso melhorar as condições sanitárias e do saneamento ambiental para se combater os vectores causadores destas doenças e a prática de sexo seguro. Recomendou que algumas doenças devem ser prevenidas com vacinas, lavar bem as mãos os alimentos e tratar da água para beber, usar racionalmente os antibióticos, fazer relações sexuais protegidos ou com um só parceiros, usar mosquiteiros tratados e em caso de viagem, apanhar as vacinas recomendadas.

É de recordar que esta é a terceira vez que a faculdade de medicina da UON realiza jornadas do género.

________________________

Fonte: Gabinete de Informação Científica e Documentação

Reitor Exonera e Nomeia Responsáveis dos Cargos de Direcção e Chefia nos Distintos Serviços da UON

De acordo uma nota de imprensa,  o Gabinete do Reitor da UON, faz saber que: 

Por Conveniência de serviço;Atendendo o artigo 1º, do Decreto Presidencial nº 96/15, de 11 de Abril, e usando das competências que lhe são conferidas pelas alíneas g), h) e t) do Artigo 45º, do Decreto n.º 90/09, de 15 de Dezembro, conjugado com as alíneas a), m) e v) do Artigo 10º do Decreto Presidencial nº 245/11, de 8 de Setembro;

O Reitor da Universidade 11 de Novembro, Prof. Doutor João Fernando Manuel, procedeu exonerações e nomeações aos responsáveis dos cargos de Direcção e Chefia nos distintos serviços da UON.

Entre os nomeados constam Directores de Serviços Centrais da Reitoria, Chefes de Departamentos, Repartições e Secções de Administração, Chefes de Departamentos, Repartições e Secções  de Ensino e Investigação das Unidades Organicas.

O acto solene de empossamento dos recém-nomeados, terá lugar no Átrio da Reitoria, quinta-feira, 26 de Maio de 2016, pelas 14H00.

___________

Fonte: Departamento de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico

Por: Jeremias Guilherme